quarta-feira, setembro, 2015

Web Design: 25 anos de história em 8 GIFs

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas
Loading...Loading...
FavoriteLoadingFavoritar este Post
Categoria:

Tags:

A Froont, uma empresa de São Francisco que faz ferramentas para web designers, criou nove GIFs que mostram como o Web Design evoluiu nos últimos 25 anos. Tem aí história da importância do CSS e ainda porque o Flash “morreu”, por exemplo. A história foi publicada no portal gringo Fast Company.

A ideia é tão legal que achamos válido trazer esse conhecimento em português para vocês, criativos e fãs da Wacom. Já viram?

3039402-inline-i-1-the-history-of-web-design-explained-in-9-gifs01-tabkeys-1-copy

Em 1989, começa a era monocromática do web design, aquele tempo em que browsers como o Lynx não podiam fazer mais do que jogar um pouco de texto na tela de um terminal para o outro via redes de universidades. Não havia interface gráfica, só letras e um cursor piscante.

 

3039402-inline-i-3-the-history-of-web-design-explained-in-9-gifs03-javascript-1

 

Em 1995, começa a era moderna. Os primeiros browsers, como o Mosaic, permitiam que designers finalmente dispusessem imagens nos sites, mas a única forma de posicioná-las era com mesas invisíveis (e nada elegantes). Porque era tão difícil posicionar imagens naquele tempo, os profissionais precisaram descobrir como codificar mesas dentro de mesas dentro de mesas para dispor alguma coisa corretamente.

Felizmente, o Javascript surgiu para simplificar a vida. O Flash tornou as coisas mais fáceis para criar designs dinâmicos para sites, ajudando a inserir uma janela de pop-up, por exemplo, ou modificar a ordem de conteúdo em uma página de forma mais eficiente. Mas o Java era muito devagar se comparado ao nativo HTML.

3039402-inline-i-4-the-history-of-web-design-explained-in-9-gifs04-flash-1-copy (1)

Apesar do Flash ter sido quase totalmente aniquilado pelo HTML5 hoje em dia, em 1996, ele representada uma nova liberdade para web designers: a habilidade de animar na internet da forma como queriam. Foi aqui a era de ouro das páginas splash, animações de introdução e por aí vai. Mas o formato demandava muito poder de processamento do computador, o que tornou essa uma tecnologia não amigável ao usuário ou dispositivos móveis como laptops e, eventualmente, smartphones.

3039402-inline-i-5-the-history-of-web-design-explained-in-9-gifs05-css-2-copy

Liberado em 1998, o CSS foi a resposta para muitos dos problemas do início da internet. Ao separar a estética do conteúdo de um site, os profissionais finalmente tiveram uma tecnologia que os permitia dar a exata aparência que eles queriam ao site, personalizando para o dispositivo em que seria disposto. As primeiras versões do CSS não eram muito flexíveis, mas, eventualmente, essa se tornou a tecnologia mais importante que os designers precisavam dominar.

3039402-inline-i-6-the-history-of-web-design-explained-in-9-gifs06-grids-1-copy

Em 2007, o iPhone criou um novo problema: como desenhar sites para smartphones com telas menores? A primeira solução encontrada foi um sistema de rede que arrancava colunas do design de um site dependendo do tamanho da tela do dispositivo.

3039402-inline-i-7-the-history-of-web-design-explained-in-9-gifs07-responsive-3-copy

Em 2010, Ethan Marcotte trouxe uma nova solução para o problema: o design responsivo.

 

3039402-inline-i-8-the-history-of-web-design-explained-in-9-gifs08-flat-2-copy

Uma vez que o design responsivo se tornou “mandatório”, também abraçamos o “design chato” (flat design), que prioriza conteúdo sobre efeitos de animação. Elementos visuais foram simplificados e tipografias bonitas foram destacadas para criar uma experiência web que fica igualmente boa em qualquer dispositivo.

3039402-inline-i-9-the-history-of-web-design-explained-in-9-gifs09-future-1-copy

Quanto ao futuro, a empresa da área Froont afirma que o Santo Graal do web design, “a verdadeira flexibilidade”, está por ser alcançada. Muito em breve, designers não precisarão mais se preocupar com compatibilidade de browsers: eles terão todas as ferramentas que precisam a seu dispor para fazer os sites parecerem e funcionarem como eles desejam em qualquer dispositivo. Sem restrições tecnológicas, os profissionais poderão concentrar sua atenção em solucionar cenários de interface e experiência do usuário, sem passar todo o sue tempo resolvendo problemas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Qual é a MINHA WACOM?

Pensando nas dúvidas e dificuldades de encontrar a Wacom ideal para as suas necessidades, criamos uma…

Leia mais >