segunda-feira, julho, 2017

Tutorial: Teoria das cores com Mike Azevedo

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas
Loading...Loading...
FavoriteLoadingFavoritar este Post

Teoria das cores com Mike Azevedo

Tutoriais

Mike veio da indústria de games, com projetos como League of Legends e Blizzard. Brasileiro e reconhecido internacionalmente, nesse tutorial, Mike explora o processo de decisão de escolha de escolha das cores, que se junta com as luzes e nos trazem o básico da teoria das cores. Ele fala sobre a relação entre as cores, o círculo cromático e o tom das luzes na composição que muda toda a figura.

Abaixo, Mike fez um tutorial do arrojado Older Knight. Ele ensina passo a passo as importâncias de cada cor, as luzes e sombras para um desenho efetivo.

Passo 1: estrutura

Nesse passo é essencial ter uma pintura sólida. Cores são ótimas, mas elas não podem salvar um desenho ruim. “Quando estou fazendo o esboço, gosto de pensar na atitude do personagem e nas simples formas geométricas que fazem parte de sua composição”.

01

Passo 2: Cores base

“Depois que a sua estrutura está pronta, eu gosto de colorir direto.” Selecione cores que são 50-70% escuras e não tão saturadas, já que você pode sempre adicionar mais cor depois. É bom pensar que nesse estágio essas são as cores originais sem os efeitos de luz e sombras.

02

Passo 3: Adicionando sombras

“Nesse passo, eu penso na direção que a luz está vindo, quais partes não recebem luz diretamente e quais são as sombras que formam entre os objetos. Eu tento pensar como um escultor. Nessa composição eu usei laranja escuro pois eu quis colocar um azul claro também e adicionar um pouco das cores complementares para o azul que cria um bom efeito de sombra.”

03

Passo 4: Acentuando as sombras

“Acredito que a maior parte do tempo é adicionando sombras e criando volume do que adicionando luz.” Mike gosta de acentuar as sombras, para reforçar as formas, especialmente onde os objetos estão em contato, inclusive usar triângulos para essas áreas. Às vezes esse processo já soluciona o problema de colocar volume na arte e não é necessário gastar tanto tempo adicionando luzes, pois a forma já está pronta.

04

Passo 5: Ambiente

Agora é a hora de colocar o personagem em algum lugar.

“Eu adicionei azul escuro e também alguns tons de verde no fundo, para enfatizar as sombras laranjas e adicionei também uma camada de um gradiente de azul escuro, para implicar que a luz desaparece para o lado.”

05

 

Passo 6: Luz

“Mantenho as cores originais em mente, a intensidade e proximidade da fonte de luz, como também o material do objeto (se é reflexivo ou não) agora eu adiciono um azul claro mais neutro.” É importante entender que a luz muda para cada objeto em diferentes materiais, nas áreas de metal vai refletir mais azul e na pele, um pouco desse azul.

06

Passo 7: Visão geral

“Agora eu dou um zoom out, para checar se tudo está correto. Para essa composição eu decidi colocar brilho na pele e também adicionar uma pincelada mais dinâmica com os brushes no fundo para dirigir diretamente para o olho do personagem.” É importante não seguir adiante nesse passo se você ainda não se sente confortável com o resultado até aqui. Adicionar detalhes lá na frente não vão desfazer seus erros.

07

Passo 8: Zoom in

“Estou a 45 minutos nessa ilustração e pela primeira vez eu dei um zoom in. Agora é a de fazer a área dos olhos e boca mais definidos, a chave nesse momento é ter uma vasta biblioteca de referências visuais para não sobrecarregar demais a imagem.”

 08

Passo 9: Brinque com os limites

Essa é a hora de se divertir com as nuances e tentar adicionar novas cores que sejam interessantes, mas é necessário respeitar a decisão inicial da fonte de luz azul. Por exemplo: adicionar um laranja mais saturado ou amarelo para uma pequena área do rosto vai arruinar toda a temperatura, mas se adicionar algum rosa com pouca saturação ou roxo ficará ótimo. Você deve-se lembrar dos limites estabelecidos quando define a fonte de luz e as propriedades do objeto e deve-se manter fiel a eles.

09

Passo 10: Efeitos e brilhos

“Eu tentei enfatizar a temperatura em azul adicionando uma camada de brilho com o azul em cima da armadura, cachecol e olhos. Eu também adicionei uma camada em vermelho para fazer as bochechas, nariz e boca mais vermelhos, tentando ser sutil. E para terminar, adicionei uma camada de luz suave preenchida de azul em tudo. Esses pequenos ajustes podem percorrer um longo caminho para unificar a pintura.”

10

E assim ficou a pintura realizada com uma Intuos Pro e se você gostaria de saber mais sobre a teoria das cores, clique aqui para mais materiais.

Acompanhe Mike Azevedo nas redes sociais:

Facebook – Twitter – Instagram – Youtube – Tumblr – ArtStation

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Conheça a nova linha para profissionais criativos

Os últimos lançamentos da Wacom, a nova geração da Intuos Pro, Intuos Pro Paper Edition…

Leia mais >