segunda-feira, março, 2018

O uso responsável das novas tecnologias na educação infantil

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas
Loading...Loading...
FavoriteLoadingFavoritar este Post
Categoria:

Na era dos nativos digitais, o maior desafio na educação infantil envolve o uso responsável das novas tecnologias. Para aqueles que nasceram e cresceram no meio delas, o cuidado dos adultos tem extrema importância.

A interatividade dos pequenos com a tecnologia é alta, é normal que se sintam cativados a dedicarem horas num jogo virtual, ou num desenho animado. Natural também, que os adultos saibam lidar com essa característica uma vez que, no desenvolvimento infantil, afazeres rotineiros que estimulem outras habilidades, como a esportiva, o contato musical e principalmente o ato de brincar com outras crianças, que deve ser estimulado.

Além disso, a preocupação com conteúdo acessado também se faz importante. Como eles ainda não desenvolveram uma perspectiva crítica – a qual é alcançada somente na adolescência-, o acesso a informação desenfreada pode ser, até certo ponto, prejudicial, tendo em vista páginas da web com conteúdo impróprio para eles.

Assim, o papel dos adultos em propiciar o ambiente adequado para a construção do pensamento crítico atravessa o debate entorno ao uso responsável dos aparelhos tecnológicos. Isso significa ensinar as crianças a saber escolher para que nos é útil a tecnologia, como essa tecnologia vai nos ajudar, quando é o momento preciso para seu uso e quanto dela devemos consumir.

1- Estabelecer um tempo limite

Para gerar uma rotina de atividades que sejam saudáveis para o crescimento é importante que se limite o tempo de dedicação entre o jogo e o estudo como também entre as habilidades que esteja se desenvolvendo. Equilibrar o contato com o exterior – sem tecnologia acaba sendo indispensável.

2- Guiar as crianças na navegação

Certamente, a habilidade para navegar e manipular os aparelhos tecnológicos acaba se adquirindo intuitivamente, mas desconhecem como reagir diante de publicidades ou solicitações para baixar arquivos, por exemplo. Portanto, oriente as crianças como reagir diante a isso.

3- Aprender com as crianças

Às vezes a tecnologia é tão recente e nova que nem o adulto conhece plenamente o uso. Descobrir como funciona, que possibilidades oferece vai lhe permitir que as crianças saibam usá-la adequadamente. Desenvolva o espaço de aprendizado juntos.

4- Explicar os perigos

Conhecer os riscos da internet é importante para poder evitá-los. As crianças devem entender os perigos que significa proporcionar certos dados pessoais a terceiros, entrar em contato com estranhos ou navegar por páginas de adultos.

5- Utilizar a tecnologia além do jogo

Existem muitas outras vantagens que aproveitar no uso tecnológico. Aproveitar o espaço de interação para fins educativos como assistir documentários para aprofundar em temáticas de interesse da criança, pode abrir novos canais para informar-se e adquirir outras maneiras de aprender.

6- Criar um clima de diálogo

Além de orientar a criança sobre os usos apropriados dê espaço para que a criança se manifeste quanto a dúvidas, medos ou preocupações que possam aparecer.

Possivelmente, com os avanços da tecnologia cada vez mais rápidos a atenção na educação das crianças continue sendo debatido. Consequentemente, a orientação dos adultos neste processo se torna insubstituível.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Conheça a nova linha para profissionais criativos

Os últimos lançamentos da Wacom, a nova geração da Intuos Pro, Intuos Pro Paper Edition…

Leia mais >