quinta-feira, março, 2018

O básico para criar artes com movimento

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas
Loading...Loading...
FavoriteLoadingFavoritar este Post
Categoria:

O básico para criar artes com movimento

Retratar a figura humana em atividades mais dinâmicas, como o balé e os esportes em um desenho estático, não é tarefa fácil. Capturar esses movimentos no seu traçado é algo essencial na hora de criar histórias em quadrinhos, ilustrações para livros, desenho publicitário, entre outros.

Com prática pode-se melhorar muito, por isso vamos lhe ajudar a desenhar uma figura humana com a naturalidade dos movimentos de uma forma bem prática.

blog9

1.Antes de começar

Definir o tipo de movimento que deseja capturar é o primeiro passo. Tente mantê-lo simples e dinâmico, evite escolher composições de referencia que possuam muitos ângulos ou movimentos que estejam em diferentes sentidos.

Quando você definir o movimento principal de seu desenho o próximo passo é descobrir como desenha-lo. Para isso, você pode fazer sua composição de referência em pequenas subdivisões, na qual consiga visualizar alguns movimentos particulares da figura. Por exemplo, fracionar a figura do corpo em membro superior e inferior vai ajudá-lo a visualizar de maneira isolada alguns movimentos específicos das pernas ou dos braços para ter um panorama mais preciso ao desenhar.

Outro elemento importante antes de começar é observar a influência que a figura em movimento exerce ao entorno. Observar essas alterações do contexto na composição de referência vai lhe permitir considerar detalhes que tornem seu desenho mais real.

2.Esboce as ideias

Jogue no papel diferentes ideias de ângulos e movimentos que permitiram apresentar melhor o seu desenho.

O desafio nesta etapa exige encontrar a posição da figura que ofereça certo equilíbrio entre o aspecto natural do movimento e uma perspectiva bem exagerada da silhueta em atividade para torná-la bem dinâmica.

blog6

 

3.Adicione os efeitos para fazer os movimentos

Uma vez que você tenha escolhido o esboço da figura na posição correta e o ângulo do movimento apropriado para o que deseja desenhar, dedique-se ao contexto dos detalhes.

A percepção do movimento pode se alcançar através de muitos outros aspectos que trazemos em nossa mente. Por exemplo, incluir certos detalhes no efeito que o movimento exerce nas roupas da figura, requer considerar os ângulos das perspectivas visuais adotadas.

blog7

 

4.Crie algumas linhas de movimento

Um recurso bem útil para exagerar o senso do movimento no seu desenho é criar linhas e efeitos visuais na figura ilustrada.

Pense na ideia de usar alguns simples recursos como a extensão das cores, as tonalidades, as sombras e os brilhos para ressaltar o sentido real da velocidade e do movimento.

Da mesma forma, criar os efeitos das linhas no fundo da figura (o entorno) vai lhe permitir intensificar o objetivo da arte.

blog8

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Conheça a nova linha para profissionais criativos

Os últimos lançamentos da Wacom, a nova geração da Intuos Pro, Intuos Pro Paper Edition…

Leia mais >