terça-feira, junho, 2019

Futurismo

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas
Loading...
FavoriteLoadingFavoritar este Post
Categoria:


Representando as sensações derivadas da observação da vida moderna, The Laugh (1911), de Umberto Boccioni, é amplamente considerado seu primeiro trabalho verdadeiramente futurista.

Fundado na Itália no início do século 20, o Futurismo tentou capturar o ritmo, a vitalidade e a inquietação da vida moderna através de obras de arte altamente expressivas que, em última análise, glorificaram a guerra e a era da máquina. O estilo estético se espalharia depois pela Europa, e notavelmente pela Rússia.

O movimento foi oficialmente anunciado em 1909, quando o jornal parisiense Le Figaro publicou um manifesto do poeta italiano Filippo Tommaso Marinetti, que cunhou o termo para descrever como seu trabalho celebrava o progresso social e a inovação cultural.

Tecnologia de ponta como o automóvel foi colocada em um pedestal, enquanto os valores tradicionais – e instituições históricas como museus e bibliotecas – foram agressivamente repudiados.


Bombardamento Aereo, de Tullio Crali (1932) é um trabalho futurista tardio que glorifica a velocidade e a mecânica da guerra aérea.

Dois dos principais proponentes do futurismo, Umberto Boccioni e Antonio Sant’Elia, foram mortos em combate em 1916. No entanto, a estética iria se expressar na arquitetura moderna, como visões de cidades mecanizadas definidas por arranha-céus se tornaram realidade, enquanto artistas como Tullio Crali mantiveram o estilo em 1930.

Em suas criações, os futuristas buscavam expressar o movimento real, assinalando a velocidade exposta pelas figuras em movimento no espaço. Assim, a pintura futurista influenciada pelo cubismo e pelo abstracionismo, tinha a pretensão de dinamismo. Ao captar a forma plástica, a velocidade era descrita pelos objetos no espaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia mais >