sexta-feira, setembro, 2015

Entendendo o mundo gráfico dos games

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas
Loading...Loading...
FavoriteLoadingFavoritar este Post
Categoria:

O mundo dos games pode não ser tão fácil de se adentrar, mas, com certeza, é inspirador e intrigante.

Para designers que querem trabalhar nesse meio, é importante conhecer um pouco quais são os aspectos que você precisa dar atenção para garantir uma boa jogabilidade ao usuário.

Uma vez definido o tipo de jogo que será criado, o enredo e os principais objetivos, é essencial estabelecer o layout base da tela, sua dimensão (2D, 3D) e os itens essenciais desse game. Para pensar nestes elementos, é importante levar em conta o HUD (Heads-Up Display), que, basicamente, é qualquer elemento gráfico exibido na tela para transmitir dados ao jogador, como já explicou o designer Rafael Costa, em seu post no Design Nerd. “A criação de um bom HUD está diretamente ligada ao design de ícones, uma vez que você precisa transmitir informações de forma rápida e fácil”, aponta o profissional.

Estudar mais sobre iconografia minimalista, enredo e símbolos é essencial para desenvolver um game. Por simbologia, o usuário entenderá o seu desenvolvimento dentro do jogo. E esses ícones dependerão do tipo de game que você está construindo. “Ícones dispostos em um jogo de luta podem não ser os mesmo de um jogo de RPG”, explica Costa, no blog.

De acordo com o designer, os ícones que aparecerão na tela dependerão do estilo do jogo que está sendo criado, mas alguns deles são comuns de serem encontrados nas histórias, tais como a barra de saúde, retículo de alvo, display de munição, inventário, pontuação, mapa e sinais sensíveis ao contexto. No artigo do Design Nerd do Rafael Costa, você encontra mais sobre cada um desses ícones e suas principais funções dentro do jogo.

Outro elemento importante a ser considerado são os personagens. Afinal, é através deles que a história será contada. Assim como em um bom livro, eles precisam ser bem construídos e, aí, entra um forte trabalho imagético para conquistar o jogador (da vida real) para querer jogar aquele game.

No final do ano passado, começamos uma série de tutoriais com dicas de como construir um personagem de game do zero. Gilberto Magno, designer especialista no assunto e parceiro da Wacom Brasil, rascunhou uma lutadora do zero especialmente para ensinar os fãs da Wacom como realizar esse tipo de criação.

Com background de animação, Magno aposta na modelagem 3D. Se você tem interesse em criar games realísticos em 3D, não perca o primeiro tutorial que mostra como começar a esboçar dentro do software ZBrush, o escolhido pelo nosso parceiro de conteúdo. Já foi ver?

Acompanhe já a série no nosso Canal do YouTube!

 Conheça mais sobre Gilberto Magno.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Qual é a MINHA WACOM?

Pensando nas dúvidas e dificuldades de encontrar a Wacom ideal para as suas necessidades, criamos uma…

Leia mais >