quarta-feira, agosto, 2015

“25 gatos chamados Sam e Um Gatinho Azul”, um livro de Andy Warhol

1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas
Loading...
FavoriteLoadingFavoritar este Post

Nos anos 50, muito antes de se transformar no pioneiro da pop-art, Andy Warhol pagava suas contas trabalhando como ilustrador freelancer de livros infantis. Mesmo assim, ele não conseguiu escapar da pobreza. Quando sua mãe Julia, também uma artista, descobriu a situação, pegou um ônibus de Pittsburgh para Nova Iorque e mudou-se para o “apertamento” do filho com intenções de ajudá-lo a engrenar no mercado. Os dois compartilhavam um amor por gatos tão grande que a casa era cheia de felinos, todos chamados “Sam” à exceção de “Hester”, uma das companhias mais amadas de Julia.

A convivência entre mãe e filho inevitavelmente levou a uma série de colaborações criativas e uma aventura de autopublicação em particular: “25 gatos chamado Sam e Um Gatinho Azul”. No título original em inglês, “25 Cats Name Sam and One Blue Pussy”, ficou faltando a letra “d” em “named” (a palavra “chamado” do título em português), mas Andy decidiu mantê-lo dessa forma e integrar tal estilo único de escrita ao peculiar e singular conceito contemporâneo já existente.

Uma edição limitada do livro foi publicada em 1954 apresentando os desenhos de Andy, em aquarela com as vibrantes cores do pop-art, e a caligrafia de Julia. Foram 190 cópias assinadas e numeradas, das quais a maioria foi dada a amigos e clientes como presente.

aw1
aw3
aw2
aw4
aw5
aw6
aw7
Loading image... Loading image... Loading image... Loading image... Loading image... Loading image... Loading image...

Mas se engana quem pensa que o amor pelos gatos parou por aí. A sequência veio com outra autopublicação: “Gatos Sagrados pela Mãe de Andy Warhol” (“Holy Cats by Andy Warhol’s Mother”), um tributo irreverente ao amado Hester, de Julia. O livro foi todo escrito e ilustrado por ela. Mais tarde, Warhol comentaria sobre este projeto peculiar: “Ele apresentava o que ela mais amava desenhar, anjos e gatos”.

Os dois livros foram reproduzidos e publicados como um Box alguns meses depois da morte de Warhol, em 1987.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia mais >